Blog

Faixa a faixa #8: Insensatez

Lancei um novo CD. Como eu só falo disso, você provavelmente já deve saber. Se ainda não ouviu, pode ouvir aqui. “Desperta”. Nome bonito. Adjetivo ou verbo imperativo. Um convite. No blog, eu convido vocês a saberem um pouco mais sobre o que representa cada música. Por isso, lancei o “Faixa a faixa”.

“Insensatez” é mais uma música fruto dos versos do Rafa. Com alguma frequência, lá perto de 2007, nós passávamos um tempo juntos em um dos cafés da cidade, onde ele sempre me mostrava uma poesia. Ele me entregou esses versos e, em 2009 (salvo engano), escrevi a música.

A poesia do Rafa sempre me tocou de uma forma impressionante. “Insensatez” foi escrita de trás para frente, porque os versos desse rapaz eram bonitos demais para não fechar a música. “Encontra em mim tua paixão tardia / Que em vida não lhe concedeu o tempo / Mas que lhe concede agora a poesia”.

No disco, “Insensatez” foi uma das escolhidas para dar um “respiro” do trio de metais. Ao mesmo tempo, é uma das músicas que traz uma guitarra bem marcante e bonita.

Comments

comments