Blog

Faixa a faixa #3: Harmônico

Lancei um novo CD. Como eu só falo disso, você provavelmente já deve saber. Se ainda não ouviu, pode ouvir aqui. “Desperta”. Nome bonito. Adjetivo ou verbo imperativo. Um convite. No blog, eu convido vocês a saberem um pouco mais sobre o que representa cada música. Por isso, lancei o “Faixa a faixa”.

Essa é uma música pela qual tenho um carinho especial. Ela foi feita em 2008, é uma das mais antigas do disco. Foi escrita quando eu estava tomada de sentimentos muito intensos, coisas que eu nunca havia sentido. Era o início da faculdade, eu já tinha passado um semestre no curso de Relações Internacionais, na PUC-MG, enquanto esperava o início do curso de Direito na UFMG.

Conheci pessoas muito diferentes de mim. Era a primeira vez que eu tinha contato real com mulheres da comunidade LGBTQ+. Curiosa que sou a respeito das coisas da vida, eu procurava saber suas histórias, mesmo que ainda não fosse nem maior de idade para entendê-las. Mas entendia, porque o amor também sempre esteve aqui dentro em suas diversas formas e eu sabia reconhecer isso.

De certa forma, e sem saber, comecei a me reconhecer nessas histórias. E nunca havia me sentido tão leve. “Harmônico” veio traduzir toda essa leveza. Considero ela como uma das músicas mais afetivas, água com açúcar, que traz aquele quentinho gostoso no peito. Parece café com pão de queijo pra mim.

E pra você? O que Harmônico, de “Desperta”, te parece?

Comments

comments