Ir para o site

Meu primeiro clipe foi gravado!

Gravar um clipe foi uma das experiências artísticas mais ricas que eu tive até hoje! =)

Era dezembro de 2017. Conheci a Ana Moraes na SIM São Paulo (feira de música). Ela estava falando do coletivo audiovisual do qual ela faz parte: Moviola. Já tinha visto alguns vídeos produzidos por elas e gostado bastante. Puxei papo, falamos de Sonora (época em que eu ainda estava na coordenação geral) e de vídeos. Disse a ela que pretendia fazer um clipe no ano seguinte do meu novo trabalho que nasceria. Deixamos abertas todas as possibilidades de trabalharmos juntas, e entrei em contato com ela novamente no início de 2018. Rolou.

No primeiro trimestre deste ano, já tinha começado a pré-produção do nosso novo disco. E as ideias para tudo pipocavam, principalmente porque eu conversava com muita gente. Certo dia, tive uma viagem louca sobre uma estética preto e branca. Lembrei imediatamente da Lorena Zschaber, fotógrafa que eu stalkeava no Instagram desde o início de 2017, exatamente por sua arte monocromática. Precisava me reunir com ela. Rolou. Na reunião, tudo pareceu um grande déjà vu, porque Lorena sabia de tudo que eu estava falando. E mal sabia eu que ela resolveria 40% das questões da nova estética. Pronto. Ela seria a diretora de arte, de fotografia e, claro, fotógrafa do cd novo.

Ana em cima do vagão, Olívia de blusa verde, Lorena Zschaber de calça verde e Bruna de preto.

Juntei todo mundo, Moviola e Lorena Zschaber. Elas já iam trabalhar juntas em um trabalho, mas não aconteceu. Mas comigo rolou demais. Na primeira reunião que tivemos na casa da Lorena, o roteiro do clipe já estava pronto. Eu e Loh tínhamos algumas ideias que se desenvolveram rapidamente com Ana. Foi como puxar a linha do novelo de lã e ela se soltar. Tinha um caminho pronto ali. Tudo fluiu. Mas a gente não se contentou em ter ideias mirabolantes, e a Ana sugeriu uma locação em Araguari, perto de Uberlândia, cidade onde Olívia Franco e Bruna Freitas (as outras duas Moviolas) moravam. Fazer o que se o lugar era perfeito para a inquietude que estávamos procurando? Não bastassem as ideias mirabolantes e a locação fora de BH, eu tinha cismado há algum tempo que queria uma bailarina. A Ana não se contentou e, de repente, já eram 4 bailarinos pro clipe. E fez todo o sentido ter conosco Alex, Lang, Rhaynne e Ana Flávia.

Lang sentado no vagão, Rhaynne olhando para o lado, Ana Flávia encarando você e Alex com a make azul.

A equipe estava toda pronta. E quem mandava nisso tudo? Mulheres. Elas já sabiam quem ia nos arrumar (Giovana, nossa maquiadora maravilhosa), quem ia nos ajudar no set (Lorena Marques <3 e Guilherme), ideias de figurino. Tudo certo. Loh e eu chegamos em Uberlândia de ônibus depois de conhecer todas as rodoviárias do caminho (no caso, ela, porque eu dormi). Nos reunimos com a equipe audiovisual. Ana e Olívia fariam a direção de fotografia. Bruna ficou responsável pela coreografia. Loh era a diretora de arte. No final das contas, todas ajudavam todas em tudo. Amém? Amém. Ensaiei com os bailarinos até tarde, acordei de madrugada no dia seguinte pra me arrumar (coitada da Gi), e fomos cedinho para o galpão abandonado lá em Araguari.

Por 12 horas, trabalhamos incessantemente. Retocar maquiagem dos bailarinos acontecia na mesma frequência do que respirar. Minha rinite alérgica não se importava com o tanto de poeira. O povo gravava de cima do trem (literalmente, não é só papo de mineiro, mas se quiser, pode). Parece tudo sem sentido, mas estava tudo exatamente certo. Nem o cansaço me tirou a tranquilidade de saber que tudo estava no lugar. Estranhamente, eu não fiquei ansiosa em nenhum momento. Até o que parecia dar errado deu certo. Porque limão vira limonada sim. Basta ter mãos para fazer. Eu tinha certeza que daria tudo certo. E deu. Meu primeiro clipe estava nascendo, e não posso esperar a hora de vê-lo pronto. Agora sim é hora de segurar a ansiedade, porque ele só será lançado ano que vem.

Obrigada mil vezes a todos vocês que se envolveram no nosso trabalho e que fizeram isso acontecer da forma como foi. Leve. Gostoso. Minha cara, né? Hahaha.

Atrás: Alex e Guilherme, nosso motorista faz-tudo no set. Da esquerda para a direita: Ana, Gio (maquiadora), Lorena Marques (produção de set), Olívia, Rhaynne, Lang, Ana Flávia, Bruna e Lorena Zchaber.

Beijos de gratidão, equipe. <3

 

Arabesco

Faça o download do EP "Flávia Ellen" e do single "Filme de Amor"!
Download