Ir para o site

Chico Amaral e eu

Se tem coisa nessa vida que é boa é realizar os encontros que a gente sonha. E eu costumo sonhar bastante, é de graça, faz bem, e dá uma animada...

Se tem coisa nessa vida que é boa é realizar os encontros que a gente sonha. E eu costumo sonhar bastante, é de graça, faz bem, e dá uma animada na vida. Pois bem.

Um encontro musical com o qual sempre sonhei é tocar com Chico Amaral. Não só porque ele é um instrumentista e compositor maravilhoso, ou porque ele tem parcerias de peso que sempre admirei (Beto Guedes, Lô Borges, Samuel Rosa, Milton Nascimento, Ed Motta, Flávio Henrique etc. etc. etc.), mas porque, ainda sem conhecê-lo, percebi que eram suas as músicas que eu mais gostava quando mais nova.

E eu conheci Chico em uma situação intimidadora! Chico é filho de Dona Ignez (minha avó emprestada), irmão de Tia Regina, tio de meus amigos queridos (Toi, Rosa, Manuel, Chiquinho). E em um belo dia estávamos, minhas amigas e eu, na casa da Rosa, tocando violão, mais precisamente qualquer música dele (era sempre assim). E ele chegou. Primeiro fiquei branca (mais), ao mesmo tempo em que o coração disparou (e eu disse internamente fu%¨&). E surgiu uma ideia genial, de uma amiga que queria ver o circo pegando fogo: “vocês podiam tocar Casa Aberta!!!”. Casa Aberta, música de Flávio Henrique e Chico Amaral. Que eu e minhas amigas sabíamos de cor, em especial uma versão do Trio Amaranto. Se tocamos certo ou errado, fato é que Chico se mostrou bastante feliz. Um bando de adolescente cantando uma música dele é realmente de rir.

Os anos passaram. De vez em quando, a convite de Rosa, íamos todas às festas juninas que ele promovia (melhores festas!), sempre lotadas de outros tantos artistas que têm minha admiração. Aos pouquinhos, ele passou a saber meu nome (saber nomes não parece ser o forte dele). E em 2015, liguei pra Rosa perguntando se ela achava que se eu chamasse Chico para gravar no meu disco ele toparia. Ela me passou o número dele e disse pra convidar. Fui lá e convidei pra ele fazer o que quisesse com o saxofone em Arabesco. Ele foi lá e fez aquilo que vocês devem ter escutado no EP.

flaviaellen-chicoamaral

Poucos meses após o convite, saiu o edital do Projeto Caixa Acústica (que promovia encontros entre compositores), e tive outra brilhante ideia: ligar para o Chico convidando pra ser minha dupla, assim mesmo, na cara de pau. Pra minha felicidade, ele prontamente aceitou. Na minha cabeça, ficava martelando: “ele vai tocar minhas músicas”. WHAT? Sim. E deu nisso aí:

show-chico-amaral-e-flavia-ellen-10

E por que estou falando de Chico Amaral hoje? Porque para minha felicidade, estaremos novamente juntos no palco, dessa vez em Congonhas, também pelo Projeto Caixa Acústica, na próxima quarta, dia 19/10.

Se tem uma coisa que não envelhece mesmo é sonho, já dizia o Clube da Esquina. =) <3

Arabesco

Faça o download do EP "Flávia Ellen" e do single "Filme de Amor"!
Download